OS DISCURSOS DO IMPÉRIO | Futuro da Economia

OS DISCURSOS DO IMPÉRIO




OS DISCURSOS DO IMPÉRIO

 Em 1944 na minha cabeceira, havia um rádio com sintonização por uma pedra de galena que permitia ouvir as transmissões da BBC de Londres. Está claro, aos meus 7 anos me divertia com aquele som que não entendia, porém, imaginar hoje que na verdade estaria ouvindo os discursos de Wilston Churchill, quando às vésperas de uma possível invasão, admitia que a Ilha seria protegida pelo império de além mar. A Inglaterra naquela época tinha ascensão em dezenas de colonias, e não poderia se sentir desprotegida, com efeito. As colonias se dissiparam, e o que resta hoje é uma colonia global, sobre a qual todos devem pedir ajuda. Seria voltar no tempo e pedir que aquele primeiro-ministro aconselhasse os súditos de hoje, que o mundo mudou. O isolacionismo é um sinal, hoje, de insegurança ou de pretensa capacidade populista de sobreviver sozinho diante de problemas, como o aquecimento global, que destruirá a todos, caso não trabalhemos para inverter as previsões catastróficas, que a ONU e todos os Institutos Científicos divulgam. Como pararmos com discurso debatidiço decadente, sobre a luta pela forma em detrimento do conteúdo. Existe a expectativa de que os investimentos das empresas que tem suas produções com o uso da água, renegociem os seguros de seus investimentos em ativos da ordem de 70 trilhões de dólares. Isso é problema ! É a invasão em todas as economias.   Gostou? Veja também O IMBRÓGLIO DA ECONOMIA MUNDIAL    












POLITICA DE PRIVACIDADE
Futuro da Economia | Todos os direitos Reservados | Desenvolvido por RIOBRASIL